Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

16 de April de 2024

Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

Governo do Estado autoriza uso de fumacê em Lajedão e mais duas cidades

Compartilhe:

Os municípios de Lajedão, Wanderley e Morro do Chapéu deram início, nesta segunda-feira (19), ao uso do Ultra Baixo Volume (UBV), também conhecido como “fumacê”, estratégia de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, que consiste na pulverização de inseticida para eliminar a maior parte dos mosquitos adultos presentes na região.

Outros sete municípios baianos também receberam o reforço do fumacê no combate ao Aedes aegypti: Salvador, Piripá, Encruzilhada, Bonito, Feira de Santana, Jacaraci e Juazeiro.

 

Critérios

A secretária da Saúde da Bahia, Roberta Santana, explica que, para que o uso do fumacê seja iniciado, o município precisa preencher uma série de critérios técnicos e epidemiológicos, a fim de assegurar a efetividade da ação. “O uso de fumacê é feito em áreas onde há uma alta infestação de mosquitos ou um surto de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, mas é preciso destacar que, antes de recorrer ao fumacê, outros métodos de controle de vetores, como eliminação de criadouros, tratamento larvicida e educação da comunidade, devem ser avaliados ou utilizados. O fumacê é o que chamamos de último método a ser utilizado. Recorremos a ele quando os outros métodos de controle não são suficientemente eficazes ou viáveis”, destaca.

Para a diretora da Vigilância Epidemiológica do Estado, Márcia São Pedro, municípios e a própria população precisam auxiliar no combate ao mosquito. “A grande maioria dos criadouros está dentro das casas. Não podemos deixar acumular água em recipientes como garrafas, pneus e pratos usados para plantas. Outra medida essencial é cobrir as caixas de água”, lembra.

 

Casos na Bahia

No período de 1º de janeiro a 10 de fevereiro de 2024, a Bahia registrou 7.355 casos de dengue, um incremento de 4,8% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Atualmente, 23 municípios se encontram em epidemia. Outras 20 localidades são consideradas áreas de alerta.

 

Fonte e foto: Ascom/Sesab

Compartilhe:

Leia mais

Policia Civil
Arma apreendida
Passaros apreendidos
Ambulancias
UFSB
Acessibilidade Bombeiros
Dengue
Reuniao indígenas
Capacitacao ambiental
Foragido preso
Identidades aldeia de Prado
Reuniao liderancas indigenas capa

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados