Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

16 de June de 2024

Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

Com 22 anos, Uldurico diz não temer preconceito na Câmara: ‘Respeito virá naturalmente’

Compartilhe:

 

Rebeca Menezes 

 

Uldurico Júnior (PTC), de 22 anos, foi eleito no último domingo (5) para o seu primeiro cargo político, como o deputado federal mais jovem do país. Mesmo assim, ele disse que não ficou surpreso ao ser escolhido por 39.904 eleitores para representar o estado em Brasília. “Eu esperava. Lógico que essa desconfiança [por ser novo] acontece, mas as pessoas acreditavam que precisavam que algo novo, alguém que possa renovar e acender uma luz no fim do túnel, quando ninguém acreditava mais”, afirmou ao Bahia Notícias. Assim como foi aceito pelos baianos, Uldurico diz ter certeza de que será bem recebido pelos colegas da Câmara dos Deputados. “Quando eles virem que eu cheguei com vontade de aprender, tenho certeza de que vão ajudar e ser solidários. Não é como eleição, que tem rixa. A gente tem que trabalhar em prol do país e eu acho que, quando mostrar que tenho compromisso, o respeito virá naturalmente”, acredita. Filho do ex-deputado federal Uldurico Pinto e membro de uma família de políticos influentes do sul do estado, ele contou que desde pequeno se apaixonou pela política e, com 17 anos, começou a se aprofundar sobre o assunto. Contudo, como a legislação só permite candidaturas a partir dos 21 anos, só agora pôde pleitear uma vaga. Agora eleito, Uldurico promete defender os jovens e a população da região do extremo sul, onde teve votação mais expressiva. “Vou lutar pela juventude, pela ampliação do Prouni e do Ciência Sem Fronteiras, por mais verbas para saúde e educação. Como estudante de Agronomia, vou também defender o pequeno produtor, para que ele  tenha mais benefícios. E vou destinar grande parte das emendas ao extremo sul, com quem eu tenho um compromisso muito grande”, prometeu. O deputado eleito negou que tenha dito, em uma entrevista, que defendia a redução da maioridade penal, e disse que esse é um tema “discutível”. “A precaução é mais importante do que a maioridade. Tem que ter estrutura familiar, educação de qualidade. A gente tem que tratar primeiro a base, não adianta pensar em uma solução dura. Isso não vai resolver nada”, defendeu. Até tomar posse em 2015, Júnior promete estar “do lado das pessoas” e diz que fará o mesmo caminho que percorreu durante a campanha. “Eu estou fazendo questão de andar em cada bairro agradecendo pelo voto de confiança e continuando com o vínculo que comecei com os baianos. As pessoas sentem falta de ter atenção e eu quero começar a fazer uma política diferente”, concluiu.

 

Compartilhe:

Leia mais

Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa
Policia Civil

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados