Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

16 de July de 2024

Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

Seis capitais sobem tarifas de transporte público na virada do ano

Compartilhe:

Reajustes em passagens comuns chegam a 25%. Empresas e prefeituras alegam que os custos subiram.
 
Entre o fim de 2016 e os primeiros dias de janeiro, seis capitais subiram as tarifas do transporte público: Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Florianópolis, Salvador e Teresina. A mais cara delas é a de Brasília – R$ 5 em algumas linhas e no metrô. Na capital paulista, o aumento não foi nos bilhetes unitários, mas na integração entre ônibus e metrô/CPTM e nos bilhetes mensal e 24 horas, que tiveram alta de até 50%.
Segundo levantamento feito pelo G1, mais de 30 cidades reajustaram as passagens. Em municípios da Grande São Paulo, por exemplo, a alta foi de quase 20%.
Alguns dos aumentos pelo país estão sendo questionados na Justiça. É o caso do Distrito Federal, onde a tarifa do metrô e de algumas linhas de ônibus passou de R$ 4 para R$ 5 – uma alta de 25%. O último reajuste tinha ocorrido em setembro de 2015. De lá até novembro de 2016, a inflação acumulou alta de 9,54%.
O novo reajuste foi anunciado numa sexta-feira, antes da virada do ano, e começou a valer na segunda-feira seguinte. A Secretaria de Mobilidade do DF diz que ele é necessário para acompanhar a elevação de custos do sistema e garantir gratuidades, como para idosos, estudantes e pessoas com deficiência.
A Justiça do DF pediu mais explicações. Em resposta a uma ação do PMDB que contestou o aumento, foi dado um prazo para o governo explicar as razões do reajuste da tarifa. Na ação, o PMDB argumenta que o aumento é abusivo por estar acima do reajuste do salário mínimo, que foi de quase 6,5%. O texto também questiona o prazo pequeno entre o anúncio e a mudança nas catracas.
Em Guarulhos, na Grande São Paulo, a alta de quase 20% foi suspensa pela Justiça, para que a população pudesse ter mais tempo para se informar sobre a mudança. O reajuste foi publicado em um dia e passou a valer no outro.
BAHIA
Em Salvador, a tarifa de ônibus metropolitano passou de R$ 3,30 para R$ 3,60 em 2 de janeiro. Foi uma alta de 9,09% em um ano. O último reajuste tinha sido feito em janeiro de 2016. No ano, a inflação deve fechar em 6,38%.
DISTRITO FEDERAL
Em 2 de janeiro, os valores passaram de R$ 2,25 para R$ 2,50 nas linhas circulares e alimentadoras do BRT (alta de 11%); R$ 3 para R$ 3,50 (aumento de 16%) em linhas metropolitanas “curtas”; e de R$ 4 para R$ 5 (reajuste de 25%) no restante das linhas, além do metrô.
ESPÍRITO SANTO
A passagem dos ônibus do sistema intermunicipal Transcol passou de R$ 2,75 para R$ 3,20 a partir de 1º de janeiro. O sistema atende as cidades da Grande Vitória: Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Guarapari, Vitória e Fundão.
MATO GROSSO DO SUL
O reajuste em Campo Grande foi feito no dia 22 de dezembro. O valor da passagem das linhas convencionais e distritais de ônibus urbano subiu 9,23%, ficando em R$ 3,55, depois de uma disputa judicial.
No início de dezembro, um aumento da prefeitura tinha sido suspenso pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que questionou a metodologia usada para justificar a alta. O consórcio de empresas de ônibus recorreu da decisão, mas ela foi mantida pela Justiça. Depois, um conselheiro do TCE conseguiu derrubar a suspensão. Antes de entrar em vigor, a tarifa ficou alguns centavos mais cara do que o previsto inicialmente, após pedido feito pelo consórcio.
MINAS GERAIS
Em Belo Horizonte, os valores subiram nesta terça-feira (3). A tarifa predominante passou de R$ 3,70 para R$ 4,05 – um aumento de 9,45%. Considerando todos os tipos de passagem, o reajuste médio foi de 9,04%.
Em Coronel Fabriciano, Timóteo e Ipatinga, houve um reajuste de 11,8%, e o valor ficou em R$ 3,80.
Em Pouso Alegre, a tarifa urbana passou de R$ 3 para R$ 3,20 (alta de 6,66%). Nos trajetos rurais, foi de R$ 4 para R$ 4,50 (alta de 12,5%).
Na cidade de Lavras, a nova tarifa ficou em R$ 3,30 – alta de 10%. Em Poços de Caldas, o reajuste foi de 9%, e a tarifa urbana passou de R$ 3,30 para R$ 3,60. O reajuste foi de 9%.
PARANÁ
A cidade de Londrina alterou o valor das passagens no primeiro dia do ano. Elas passaram de R$ 3,60 para R$ 3,80 – alta de 5,5%.
PIAUÍ
Em Teresina, foi confirmado nesta quinta-feira (5) um reajuste de 20% na tarifa de ônibus, que passará de R$ 2,75 para R$ 3,30, mas o valor para os estudantes vai continuar congelado em R$ 1,05. A mudança deve começar a valer na sexta (6).
SANTA CATARINA
As tarifas subirão 11% em 8 de janeiro em Florianópolis, ficando em R$ 3,90 (pagamento com dinheiro) e R$ 3,71 (com cartão).
Em Joinville, a passagem fica 8,1% mais cara a partir de 9 de janeiro. Custará entre R$ 4,00 (antecipada) e R$ 4,50 (embarcada).
SÃO PAULO
Na capital paulista, a tarifa simples de R$ 3,80 não sofrerá aumento. Mas o valor da integração ônibus e Metrô/CPTM vai subir de R$ 5,92 para R$ 6,80 (alta de 15%) a partir de 8 de janeiro. Também ficarão mais caros outros tipos de bilhetes:
– Bilhete 24 horas (comum): vai aumentar de R$ 10 para R$ 15
– Bilhete 24 horas (integração): vai aumentar de R$ 16 para R$ 20
– Bilhete mensal (comum): vai aumentar de R$ 140 para R$ 190
– Bilhete mensal (integração): vai aumentar de R$ 260 para R$ 300
Em Guarulhos, passará de R$ 3,80 para R$ 4,50 (alta de 18,4%). A frota tem mil veículos.
Em outras cidades da Grande São Paulo, como Barueri, Mauá, Santo André, Osasco e Carapicuíba, o valor teve reajuste de 10,5%, ficando em R$ 4,20.
Em Francisco Morato, a alta foi de 17,1% e a tarifa chegou a R$ 4,10. Em São Caetano do Sul, a passagem começou a custar R$ 4,10 em dezembro, o que significa um aumento de 10,8%.
A cidade de Campinas reajustou em 18% a tarifa, que passará a custar R$ 4,50 no próximo sábado (7). As integrações – quando o usuário usa o Bilhete Único em mais de uma linha em até duas horas – deixarão de ser gratuitas. As segundas integrações (embarque no terceiro ônibus) terão uma taxa de R$ 0,30.
Em Guarujá, no litoral de SP, o preço sairá de R$ 3,20 para R$ 3,70, o que representa uma alta de 15,63%.

Compartilhe:

Leia mais

Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa
Policia Civil

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados