Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

25 de May de 2024

Ouça a Caraipe fm

Play
Pause

Athylla Borborema é empossado no Núcleo de Letras e Artes de Lisboa

Compartilhe:

Teixeira News
 
Em elegante recepção no salão nobre da Casa das Beiras, na Tijuca, uma casa de entretenimento cultural considerada a mais portuguesa do Rio de Janeiro, local de território português no Brasil, ocorreu na noite deste sábado (21/01), a posse dos novos imortais brasileiros no Núcleo de Letras e Artes de Lisboa. Entre os empossados está o escritor e jornalista baiano Athylla Borborema que, também foi homenageado com o Troféu Machado de Assis e com a Medalha Monteiro Lobato.
Esta festa da literatura foi uma promoção da Editora Mágico Oz, Associação de Poetas de Portugal e Núcleo de Letras e Artes de Lisboa, com apoio da Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, Ministério da Cultura do Brasil, Governo de Portugal e Associação Internacional de Escritores e Artistas.
Trata-se de um tradicional evento da literatura brasileira em que escritores e artistas das letras são homenageados anualmente pelo conjunto das suas obras. E este ano ocorreu também à posse de 20 novos escritores brasileiros como membros do Núcleo de Letras e Artes de Lisboa, eleitos no último mês de setembro.
Na cerimônia de posse, dentre outras autoridades e artistas estrangeiros e brasileiros presentes, estavam o presidente do Núcleo de Letras e Artes de Lisboa, Antônio Manuel Palhinha e a presidente da Associação Internacional de Escritores e Artistas, Izabelle Valladares. O evento foi aberto pela apresentação do português rancho folclórico Benvinda Maria e depois seguiu o ritual para empossar os novos imortais brasileiros na agremiação literocultural do país de Portugal.
O escritor e jornalista baiano Athylla Borborema que já era membro de 5 Academias de Letras no Brasil e também pertence ao Núcleo de Letras e Artes de Buenos Aires, agora tomou posse como membro do Núcleo de Letras e Artes de Lisboa. Athylla Borborema nasceu no balneário de Cumuruxatiba, no litoral norte do Prado e se radicou desde os 6 anos de idade na cidade de Itamaraju, atualmente é enraizado profissionalmente em Teixeira de Freitas, onde atua como repórter e assessor de imprensa e mantém na cidade uma rotina de profissional de imprensa.
Mas na literatura é um homem importante para a história cultural da Bahia e é um dos escritores baianos da atualidade mais reconhecidos fora do estado pelo conjunto das suas obras. Athylla Borborema escreve de tudo e já publicou vários gêneros de literatura, poesias, literatura de cordel, contos, jornalismo literário, romance policial, livros policiais, jurídicos, forenses, livros motivacionais e doutrina jornalística.
Dentre prêmios e honrarias que tem recebido, em maio do ano passado, foi outorgado com o título de “Doutor Honoris Causa em Literatura” concedido pelo Centro Universitário Sarmathiano de Altos Estudos Filosóficos e Históricos do Rio de Janeiro, com chancela da ONU – Organização das Nações Unidas e do Ministério das Relações Exteriores.
Neste sábado (21/01), Athylla Borborema recebeu ainda no Rio de Janeiro, o Troféu Machado de Assis de Literatura, concedido pela União Brasileira de Escritores e pela Associação Internacional de Escritores em tributo ao conjunto da sua obra “O Poeta que Comprou o Mar”, um livro que homenageia o seu deslumbramento pelo mar, especialmente as praias da sua terra natal, Cumuruxatiba.
E recebeu também a Medalha Monteiro Lobato de Literatura, concedida pela Associação Internacional de Escritores e Artistas e pelo Instituto Educacional Monteiro Lobato de São Paulo em pleito ao conjunto da sua obra “Meus Gatos, Meus Anjos” um fascinante livro que revela o seu amor pelos gatos e a importância destes fofos felinos na vida das pessoas.
Ao tomar posse no Núcleo de Letras e Artes de Lisboa, o escritor e jornalista Athylla Borborema, em trecho do seu discurso disse: “Hoje, com enorme emoção, estou sendo convocado para uma reunião de alto-comando, para participar de um estado-maior das letras e das artes, cujas decisões são da maior importância para o desenvolvimento e a cultura de nosso povo. Aqui estou ao lado de ilustres generais uniformizados com as capas ou pelerines com as cores do patriotismo e do saber e com os alarmares de ouro, que simbolizam a profunda cultura e a experiência daqueles que já provaram os resultados do estudo aprofundado e inspirado, não só das letras, como das ciências e das artes e, principalmente dos interesses maiores de nosso estado, do nosso país e de todo o planeta”.
José Bento Renato Monteiro Lobato  foi um dos mais influentes escritores brasileiros de todos os tempos. Escreveu artigos, críticas, crônicas, prefácios, cartas e 77 livros. Mas foram as suas obras escritas para as crianças que ganharam popularidade no Brasil e no Mundo. A sua obra de maior sucesso é a “Coleção Sítio do Picapau Amarelo” lançado em 1939 que gerou 23 livros infantis e o conjunto literário faz sucesso até hoje e encanta crianças e adultos nos livros e na Tv. Monteiro Lobato nasceu em 18 de abril de 1882, em Taubaté, São Paulo e morreu aos 66 anos no dia 4 de julho de 1948, em São Paulo-SP.
Joaquim Maria Machado de Assis é o maior nome da literatura nacional, um poeta, romancista, cronista, dramaturgo, jornalista, e crítico literário. Escreveu praticamente todos os gêneros literários e testemunhou a mudança política no país quando a República substituiu o Império. Filho de uma família pobre, mal estudou em escolas públicas e nunca frequentou a universidade. Em 1897, Machado de Assis se entusiasma ao lado de um pequeno grupo de intelectuais e funda a ABL – Academia Brasileira de Letras com o objetivo de cultuar a cultura brasileira e, principalmente a literatura. Passa ocupar a cadeira nº 01 e se torna o seu primeiro presidente. Machado de Assis nasceu no Morro do Livramento no Rio de Janeiro em 21 de julho de 1839 e morreu aos 69 anos no dia 29 de setembro de 1908, também no Rio de Janeiro. Publicou 66 livros e escreveu 10 peças de teatro. (Da redação TN)
 

Compartilhe:

Leia mais

Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa
Policia Civil

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados