ONU aplaude ABORTO na Argentina

O Senado da Argentina aprovou o projeto de lei de autoria do governo do presidente Alberto Fernández para legalizar o aborto no país. Foram 38 votos a favor da legalização, 29 contra e uma abstenção após 12 horas de debate.

O texto estabelece que as mulheres têm direito a interromper voluntariamente a gravidez até a 14ª semana de gestação.

Políticos, personalidades e entidades celebraram a aprovação nas redes sociais.

ONU Mulheres – Argentina

“Felicitamos o movimento feminista e o estado argentino por este significativo êxito. Por todos os anos de mobilização pelos direitos reprodutivos e sexuais que hoje se consagram na lei.”

Alberto Fernández, presidente da Argentina

“O aborto seguro, legal e gratuito é lei. Assim me comprometi que fosse nos dias de campanha eleitoral. Hoje somos uma sociedade melhor que amplia direitos às mulheres e garante saúde pública. Recuperar o valor da palavra empenhada. Compromisso da política”.

Católicas pelo direito de decidir

“A Argentina assegurou o direito ao aborto legal e seguro. Nós gostaríamos de agradecer às incríveis ativistas, aliadas e líderes que trabalharam duro para garantir o evento histórico de hoje.”

Anistia internacional Argentina

“O aborto é lei na Argentina!!! O Senado aprovou a lei de interrupção voluntária da gravidez! Fizemos história!”

Pedro Sanchez, presidente do governo da Espanha

“Argentina é, hoje, uma nação mais feminista. O Senado votou a favor de legalizar o aborto no país. Uma demanda social que, depois de vários anos de luta, É lei. Avançar em direitos para as mulheres até alcançar a plena igualdade é imprescindível em todo o mundo.”

 

LEIA MAIS

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here